Depois de criticar Elizeu Dionizio, policial será obrigado a se mudar de Campo Grande para Pedro Gomes (Foto: Reprodução)

O investigador da Polícia Civil Tiago Henrique Vargas ficou famoso nas redes sociais e no whatsapp com a divulgação de vídeos em que critica o deputado federal Elizeu Dionizio (PSDB), notório evangélico. Nesta sexta-feira, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) decidiu punir o policial e o transferiu, ex -officio, de Campo Grande para a cidade de Pedro Gomes, a 318 quilômetros da Capital, na divisa com Mato Grosso.

A remoção a interesse da administração pública foi assinada pelo delegado geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas, e publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Estado.

A remoção ocorreu nesta sexta-feira e policial terá 10 dias, mas que se tornam cinco por extenso, para providenciar a mudança e se apresentar no novo local de trabalho

O caráter vingativo do governo ficou mais evidente na postagem de Tiago, que apesar do sobrenome não é parente do chefe, no Facebook. “A quem interessa a minha remoção da cidade de Campo Grande?”, questionou, surpreso com a medida, já que terá apenas 10 dias para providenciar a mudança e se apresentar no novo local de trabalho.

A distância entre o atual local de trabalho de Tiago e o novo, conforme o Google.

“Jamais quis sair de Campo Grande”, esclarece o investigador, que estava lotado na 4ª Delegacia da Polícia Civil, nas Moreninhas, em Campo Grande. Funcionário público concursado, Tiago só manifestou a indignação da maior parte dos brasileiros, que ficaram furiosos com a “absolvição” do presidente Michel Temer (PMDB), primeiro presidente na história da República denunciado por corrupção, gravado acobertando ação criminosa.

O alvo de dois vídeos do policial foi o deputado Elizeu Dionizio, eleito com o apoio do pai, o pastor Antônio Dionizio, da Assembleia de Deus Missões, em Campo Grande. Ele fez carreira política com o apoio dos evangélicos.

Inicialmente, logo após a divulgação da denúncia contra Temer, Dionizio mostrou-se indignado com a  roubalheira instalada no País. Além de gravar um vídeo, o parlamentar assinou um dos pedidos de impeachment de Temer.

Parece que ele mudou de opinião sobre o combate à corrupção, já que votou duas vezes para manter Temer, o suspeito, no poder.  Também não vem adotando os princípios cristãos. A transferência de Tiago Vargas pelo Governo tucano, do mesmo partido de Dionizio, demonstra todos os indícios de perseguição política, uma prática comum nos rincões do Nordeste e de cidades pequenas, onde coronéis definem os rumos do povo.

Não é a primeira retaliação adotada pelo governador contra críticos ou “adversários”. O jornalista Dante Filho chegou a ser convocado pelo Garras (grupo de elite da Polícia Civil) para prestar depoimento após republicar uma postagem no whatsapp. No entanto, a investigação não foi concluída até o momento.

Nesta semana, o jornal Midiamax denunciou que os autores da denúncia da suposta cobrança de propina por integrantes do governo, como o ex-secretário estadual da Casa Civil, Sérgio de Paula, também estariam sendo “investigados” como bandidos e não vitimas. Sobre esta denúncia, Marcelo Vargas se manifestou e negou retaliação.

Sobre a remoção de Tiago, o presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis), Giancarlo Miranda, informou que a entidade acompanha o caso e, se for confirmada a perseguição política, adotará as medidas necessárias para anulá-la na Justiça.

Ele explicou que a remoção ocorre para reforçar o policiamento de um local e não para punir um funcionário.

Elizeu mudou de opinião sobre a denúncia da JBS apos o presidente Michel Temer conversar com o governador. Depois, o peemedebista também conversou com o deputado

Se for confirmado o uso do Estado e da Polícia pelo PSDB para se perpetuar no poder, a denúncia é gravíssima e deve ser apurada pelos órgãos competentes.

O Jacaré procurou a assessoria do Governo sobre a remoção do investigador da Polícia Civil, mas não houve retorno até o momento. Para ser justo, informamos o horário que entramos em contato com a assessoria: 15h20 desta sexta-feira.

Para fechar, O Jacaré pede desculpas aos moradores de Pedro Gomes, uma cidade linda e aconchegante, mas o termo “fim do mundo” foi apenas uma força de expressão.

Confira um dos vídeos publicados por Tiago